23 de jul de 2009

Código em Rimas e Flores

Flores diversificadas perfumam meu jardim
Tulipas, Dálias, Rosas e jasmim

Crisântemos ,Violetas, Cravos, Margaridas
Em cor de carmesim

Belas, enfeitam casas, embelezam praças, Iluminam almas
Com suas pétalas de cetim

As flores são assim! Como viver elas? Há flores mágicas, Perpetuadas, encantadas, necessárias

As flores são assim! Se doam para nos fazer sorrir

Rimas claras, curtas, raras
Melodiosas, exatas, enobrecem o Latim

A poética é assim! Como viver sem ela? Nos encanta
Sem nada em troca pedir

Nem frases rebuscadas
Ou até mesmo jóia
De pedra cara
Nada se compara

As rimas e as flores nascidas
Germinadas
No canteiro que escolhi

Colhi flores de um jardim distante
Quão importante esse labor
Foi para mim:

Escrevi poemas vibrantes
Com rimas de paixão, de amor, de amante
Palavras intensas encharcadas de mim

Plantei sentimentos invejáveis
Curei males seculares
Aprendi lições indispensáveis

Agradeço as flores e rimas
Serenas, sagradas, vividas, sonhadas
Flores e rimas são assim!

Cultivei preciosas flores e rimas
Pensando no constante devir

Desejo colher flores futuras
Descritas em codinome carmim:

Paz , Amizade, Amor , Liberdade!

Respiradas estas virtudes
Em verdade

Haverá felicidade fecunda
No mais belo e raro jardim


(ANALÚCIA AZEVEDO)

Nenhum comentário:

Postar um comentário